cirurgia da vesicula

Cirurgia da Vesícula

A cirurgia para retirar a vesícula é indicada quando são identificadas pedras na vesícula após realização da ultrassonografia. A cirurgia dura em média 45 minutos, e necessita apenas de algumas horas de internação no hospital e poucos dias de repouso e com uma recuperação para as atividades normais em 1 a 2 semanas.


Como é feita a cirurgia da vesícula?

Geralmente o paciente interna no hospital no dia da cirurgia. O procedimento é realizada no centro cirúrgico sob anestesia geral. Por essa razão o paciente deverá fazer jejum desde a noite do dia anterior. A cirurgia é feita com a técnia laparoscópica onde são feitos apenas quatro pequenos furos no abdômen, por onde são introduzidos os instrumentos e uma câmera, que guia as ações do cirurgião.

Após a cirurgia, o paciente permanece algumas horas no sala de recuperação anestésica e é encaminha ao quarto. Alguns pacientes poderão ter sua dieta liberada no mesmo dia da cirurgia, após perfeita recuperação dos efeitos anestésicos. Sendo o pós-operatório satisfatório e nenhuma intercorrência ocorra o paciente receba alto no dia seguinte com prescrição e orientação. Ficará agendada consulta para revisão da cirurgia.

Em casa, o paciente se sentirá melhor a cada dia que passa e dentro de 2-4 dias não sentirá necessidade de medicação analgésica e em poucas semanas retornará a suas atividades usuais com apenas poucas restrições. No passar de 30 dias estará liberado para exercer qualquer atividade física, inclusive exercícios físicos rigorosos. Lembrando que esse é o desfecho mais comum e não pode variar de paciente para paciente.


Colecistectomia Laparoscópica

cirurgia da vesícula
Técnica Laparoscopia com Câmera e Pequenas Incisões

Colecistectomia é a retirada cirúrgica da vesícula biliar.

A cirurgia é o melhor método para de se tratar a colelitíase sintomática (pedras), embora existam outras razões pela qual a cirurgia deve ser feita. As opções cirúrgicas incluem o procedimento padrão, chamado de colecistectomia laparoscópica, e um método invasivo mais antigo, chamado de colecistectomia aberta.

A colecistectomia é indicada quando existem pedras na vesícula causando dor ou inflamação. Pode ser indicada também por pólipos ou tumor. Em um pequeno número de pacientes a colecistectomia laparoscópica não é possível de ser realizada. Isto ocorre geralmente devido a dificuldades anatômicas ou do grau de inflamação devido a doença da vesícula.

Quando o cirurgião converte uma cirurgia (transforma uma cirurgia por vídeo em cirurgia aberta), não se considera o fato como uma complicação, mas sim como bom julgamento cirúrgico e de segurança para o paciente. Fatores que podem levar a conversão da cirurgia fechada para aberta incluem obesidade excessiva, história de cirurgia abdominal prévia, sangramento de difícil contensão dentre outras dificuldades técnicas.

Para saber mais, acesse: www.vesicula.com.br

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp